terça-feira, 24 de julho de 2018

Polícia Federal aponta a ex-prefeita de Maiquinique como responsável por esquema de desvio de R$ 1,5 milhão

"Minininha", ex-prefeita de Maiquinique 
A ex-prefeita do município de Maiquinique, no sudoeste da Bahia, Maria Aparecida Lacerda Campos, foi apontada como responsável pela inexecução de contratos firmados com o Ministério das Cidades pela Polícia Federal de Vitória da Conquista, durante as ações da Operação Ciranda de Pedra, deflagrada nesta terça-feira (24), em conjunto com a Controladoria Geral da União (CGU). A ação, que tem como objetivo combater crimes de desvio de recursos públicos destinados a área da infraestrutura na cidade nos anos de 2012 a 2017, apontou que a ex-gestora era responsável pela fraude que consistia, ainda, na execução parcial dos objetos dos convênios firmados com o Ministério das Cidades, pagamento por serviços não realizados e repasse de valores a funcionários públicos municipais ou pessoas a eles relacionadas.   A prefeitura, sob a gestão de Maria Aparecida, obteve contratos da ordem de R$ 3.428.183,03, dos quais R$ 1.587.619,76 está estimado como o valor do desvio com ordem de bloqueio judicial.Além dos serviços não executados ou parcialmente executados, a investigação aponta que um grupo de quatro empresas fazia revezamento nas licitações e parte dos recursos era destinada a pagamentos de parentes e pessoas ligadas à administração municipal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são moderados. A administração do blog não publicará comentários ofensivos, depreciativos, apológicos e nem conteúdo racista.