quarta-feira, 15 de agosto de 2018

Equipe da Secretária de Desenvolvimento Social de Macarani participa, em Itarantim, de oficina de Capacitação para pessoas com Deficiência


Pessoas com deficiência são, antes de maias nada, PESSOAS.  Pessoas como quaisquer outras, com protagonismos, peculiaridades, contradições e singularidades.  Pessoas que lutam por seus direitos, que valorizam o respeito pela dignidade, pela autonomia individual, pela plena e efetiva participação e inclusão na sociedade e pela igualdade de oportunidades, evidenciando que a deficiência é apenas mais uma característica da condição humana.

Temas como esses foram debatidos no Encontro Territorial – Oficina de Capacitação para Pessoas com Deficiência,  realizada no município de Itarantim, nesta quarta-feira, 15, promovida pela  Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) e pelo Conselho Estadual da Pessoa com Deficiência, órgãos da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) do Governo da Bahia e que contou com a participação da equipe da Secretaria de Desenvolvimento Social de Macarani, através da coordenadora do CRAS, Maiene Santos e da assistente social, Jerusa Rosa.

Atenta a eventos dessa magnitude, a secretária Emanuelle Sodré entendeu a importância da participação de Macarani no encontro, por ser um vetor potencializador de conhecimentos e aperfeiçoamento das políticas públicas municipais voltadas para essa demanda, como forma de defender e garantir condições de vida com dignidade as pessoas que apresentam algum tipo de deficiência.   

O palestrante da SUDEF, Luis Araújo discorreu consistentemente sobre a necessidade de se implementar as políticas públicas de forma a garantir a efetivação dos direitos das pessoas com deficiência, principalmente no quesito acessibilidade, haja vista, notavelmente por ser essa uma das maiores dificuldades enfrentadas por essas pessoas a quem devem ser destinadas ações direcionadas, promovidas pelos setores  de capacitação criados pela União e administrados pelos municípios.

Participaram do encontro representantes de várias instituições da região que compõe o território da região da pecuária. Gestores e técnicos da assistência social, Conselheiros Tutelares, Centro de Referência de Assistência Social, Centro de Referência Especializado da Assistência Social, educadores, representantes do Legislativo e Associações de Pessoas com Deficiência, dentre outros.

"Como todos sabem, ainda temos grandes caminhos a percorrer para colocar em prática todos os direitos das pessoas com deficiência e fazer desaparecer toda e qualquer discriminação e a desigualdade que tanto dificultam nossas vidas. A melhor forma de inclusão é o amor, pois somos diferentes mas não desiguais”, destacou a secretária municipal de Desenvolvimento Social, Emanuelle Sodré. 
Emanuelle Sodré, Sec. de Desenvolvimento Social de Macarani
A Coordenadora do CRAS de Macarani Maiene Santos, ressaltou a importância de ter participado do encontro, já que os temas nele debatidos, infelizmente, ainda são considerados tabús por boa parte da sociedade e cabe as entidades referenciadas, a exemplo do CRAS, quebrar esses laços e encurtar a distância com pessoas que sofrem algum tipo de deficiência. “Nós todos somos vulneráveis à deficiência e precisamos reconhecer que deficientes enfrentam muitas dificuldades, principalmente pessoas mais humildes e excluídas da sociedade. Espero que consigamos ampliar os serviços que já ofertamos a essas pessoas e  quebrar os tabus existentes e vencer as barreiras da desigualdade”, Enfatizou a coordenadora. 
Assistente social Jerusa Rosa (esquerda), Sec de Assitência Social de Itarantim, Liédja Maria (centro)
e Maiene Santos (direita), Coordenadora do CRAS de Macarani

Share:

0 Comments:

Postar um comentário

Os comentários são moderados. A administração do blog não publicará comentários ofensivos, depreciativos, apológicos e nem conteúdo racista.

Tecnologia do Blogger.

Dengue mata

Dengue mata

Notícias em destaque

População de Macarani conta com saúde de excelência